Soluções
  Cabeamento Estruturado

Eficiência Energética

Instalações Elétricas


Projetos


   

 

Instalações Elétricas | NBR5410 Instalações elétricas
 
No Brasil a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) instituiu a Norma 5410 ‘Instalações Elétricas de Baixa Tensão’e recomenda nos principais tópicos:

4.1.3 Toda instalação elétrica recomenda uma cuidadosa execução por pessoas qualificadas, de forma assegurar entre outros objetivos que:

As características dos componentes de instalação, como indicado no item 4.1.11 não sejam comprometidas durante a montagem;

Os componentes de instalação e os condutores em particular, fiquem adequadamente identificados;

Nas conexões, o contato seja seguro e confiável;

Os componentes seja instalados preservando as condições de resfriamentos previstas;

Os componentes da instalação suscetíveis de produzir temperaturas elevadas ou arcos elétricos fiques dispostos ou abrigados de modo a eliminar o risco de ignição de materiais inflamáveis; e

As partes externas de componentes sujeitas a atingir temperaturas capazes de lesionar pessoas fiquem dispostas ou abrigadas de modo a garantir que as pessoas não corram risco de contatos acidentais com estas partes.

4.2.1 Utilização e demanda - Potência de alimentação

4.2.1.2.1 Geral:

a) a carga a considerar para um equipamento de utilização é a potência nominal por ele absorvida, dada pelo fabricante ou calculada a partir da tensão nominal, da corrente nominal e do fator de potência;

b) nos casos em que for dada a potência nominal fornecida pelo equipamento (potência de saída), e não a absorvida, devem ser considerados o rendimento e o fator de potência.
4.2.1.2.2 Iluminação:

a) as cargas de iluminação devem ser determinadas como resultado da aplicação da ABNT NBR 5413;

b) para os aparelhos fixos de iluminação a descarga, a potência nominal a ser considerada deve incluir a potência das lâmpadas, as perdas e o fator de potência dos equipamentos auxiliares.

4.2.1.2.3 Pontos de tomada:

a) em locais de habitação, os pontos de tomada devem ser determinados e dimensionados de acordo com9.5.2.2;

b) em halls de serviço, salas de manutenção e salas de equipamentos, tais como casas de máquinas, salas de bombas, barriletes e locais análogos, deve ser previsto no mínimo um ponto de tomada de uso geral. Aos circuitos terminais respectivos deve ser atribuída uma potência de no mínimo 1000 VA;

c) quando um ponto de tomada for previsto para uso específico, deve ser a ele atribuída uma potência igual à potência nominal do equipamento a ser alimentado ou à soma das potências nominais dos equipamentos a serem alimentados. Quando valores precisos não forem conhecidos, a potência atribuída ao ponto de tomada deve seguir um dos dois seguintes critérios:
- potência ou soma das potências dos equipamentos mais potentes que o ponto pode vir a alimentar, ou - potência calculada com base na corrente de projeto e na tensão do circuito respectivo;

d) os pontos de tomada de uso específico devem ser localizados no máximo a 1,5 m do ponto previsto para a localização do equipamento a ser alimentado;

e) os pontos de tomada destinados a alimentar mais de um equipamento devem ser providos com a quantidade adequada de tomadas.

4.2.2 Esquema de distribuição

O esquema de distribuição pode ser classificado de acordo com os seguintes critérios:

a) esquema de condutores vivos;

b) esquema de aterramento.

A ABNT instituiu também a norma NBR 5419:05 - Proteção de estrutura contra descargas atmosféricas e NR10 - Segurança em instalações e serviços em eletricidade.
 
Rodape